273 | Cuidado ao repassar ‘estórias’ envolvendo o nome de Deus

Se existe alguém cético no mundo ao ouvir ‘estórias’ envolvendo o nome de Deus certamente sou eu. Não acredito, desdenho e não levo a sério ‘estórias’ que não possam serem provadas e são baseadas em ‘ouvi dizer’ e ‘me contaram’ mesmo que elas tenham um teor interessante ou emocionante: se não puder ser comprovada, é ilação, engano, fabula, mentira e estorinha… Mesmo que usem o Nome de Deus para dar veracidade à estória, sem fonte que comprove o que foi dito, eu não acredito.

Como Jornalista venho investigando à muito tempo uma estória que varreu o Brasil e ficou muito conhecida, mas eu sempre desconfiei de sua veracidade por seu alto teor de sensacionalismo e dramaticidade. Essa estória nunca me convenceu.

Eu me refiro ao trágico acidente (que jamais aconteceu como descrito) que supostamente teria acontecido em Campinas, interior de São Paulo. Após muita investigação e pesquisa posso afirmar categoricamente: É MENTIRA.

Vamos ao fatos:

Cinco amigos morrem em Campinas

O boato conta que cinco jovens teriam morrido em Campinas num acidente automobilístico. Segundo o boato eletrônico, a mãe de uma das passageiras teria desejado que eles fossem com Deus e a moça, ironicamente, teria sugerido que Deus fosse no porta-malas, pois lá seria o único lugar em que caberia. É MENTIRA.

Havia, segundo o boato, uma bandeja com 18 ovos no porta-malas e, para espanto de todos, estavam todos intactos depois da violenta colisão que vitimou os cinco jovens!

Mas no início da investigação jornalística, as perguntas que nasceram foram:

  1. Em qual jornal foi divulgada a notícia?
  2. Quais eram a placa e o modelo do carro?
  3. Será que Deus puniu a garota que blasfemou e, de quebra levou também os amigos da moça, que morreram inocentes pela blasfêmia de uma só moça?
  4. Qual eram os nomes dos cinco jovens que morreram no acidente?

De fato, foram registrados inúmeros acidentes fatais na cidade de Campinas, entre os anos de 1980 a 2010 (o boato surgiu em 2005). No entanto, esse caso em específico não foi noticiado em nenhum dos grandes portais de notícias do Brasil e nem mesmo em Campinas ou São Paulo. Ainda mais com o detalhe dos ovos intactos no porta-malas sequer foi noticiado pelos grandes jornais paulistanos.

O mais absurdo de tudo isso que a foto utilizada para tentar dar veracidade ao fato, sequer foi registrada no Brasil (basta olhar as roupas dos policiais, dos bombeiros e os modelos das viaturas, todos americanizados). Mesmo com a baixa qualidade da foto, percebe-se claramente que não foi feita no Brasil.

No final do texto, o autor do boato pede para que repassemos o texto. Nem é preciso a gente lembrar que a maioria dos boatos eletrônicos pedem para ser repassados.

Conclusão do Boato

É uma estória emocionante, mas é uma estória falsa! O autor se valeu de inúmeras informações falsas para tentar pregar o evangelho através de medo e do alarmismo.

Então qual é o meu conselho para você: Cuidado ao repassar ‘estórias’ envolvendo o nome de Deus, pois além de mentirosas e falsas, você vai ser taxado(a) como mentiroso(a) e ser um dos propagadores de falsas mensagens, mesmo que elas utilizem o nome de Deus para causar comoção – De Deus não se zomba.

Léo Vilhenna
13/05/2018

História (Definição) | É um conjunto de conhecimentos e acontecimentos relativos ao passado da humanidade que de fato ocorreram, e podem ser comprovados por diversas fontes.

Estória (Definição) | É uma narrativa de invenção imaginária de cunho popular sem base na veracidade, usada como ilação ou como formas de exemplificar acontecimentos e fatos que jamais ocorreram de verdade. Objetivo: causar comoção.

Anúncios